Comportamento

*:・Amar é um pouco complicado #1 – Sentimentos entrelaçados.

Queridos leitores,

Primeiramente, desculpas por ter deixado o blog tão desatualizado esse mês. A correria de “final do ano” atrapalha todo o planejamento de posts e acabo que não tenho tempo de sentar e escrever sobre os assuntos que me rodam os pensamentos e que clamam para sair de dentro da minha mente…e hoje, do coração.

Não que eu já tenha vivido inúmeras experiências amorosas (não mesmo rsrs), mas não é preciso para saber que amar é, e sempre será a principal razão pela qual viver. Independente da origem, da pessoa, da intensidade…o amor transforma e nos motiva a crescer, como pessoas e apaixonados.

Todo mundo já sentiu um arrepio ou borboletas no estômago ao se aproximar daquela pessoa especial. A voz fica trêmula, as palavras parecem não fazer muito sentido e tudo que está em nossa volta vira mero figurante. É uma sensação que os clichês tentam explicar, mas só sentindo mesmo para entender.

Foto: Karen Letícia

Todavia, muitas questões dificultam essa paixão de fluir. Porque vamos combinar que o amor é um pouco complicado. Mas pensando bem,  também se não fosse qual seria a graça? Aí não seria amor…

Quando eu era pequena,  acreditava que “amigos” se resumia a ter amigas, e só. Nunca me imaginei sendo amiga de um garoto…Antes era estranho pensar nisso, parecia surreal. Mas com o passar dos anos, adquirindo novas experiências, essa ideia foi cedendo espaço para outras concepções.

Uma elas é que ter amigos meninos é tão bom quanto. Arrisco dizer que é até melhor ( sem desmerecer minhas bffs lindas , claro).Eles não se importam se suas unhas estão feitas, seu cabelo está arrumado, não disputam garotos contigo (ou sim, depende do amigo) se seu look está em harmonia, nada disso.

Simplesmente o que é importante é dar boas gargalhadas e conversar assuntos bem ecléticos! Isso porque o choque de opiniões é tremendo! As visões de mundo (masculina e feminina) se misturam e um complementa o outro.

gfgfgf
Foto: Karen Letícia

Porém, as vezes essa amizade cede lugar a outros sentimentos. Aquele que era apenas seu amigo, assume um outro papel no seu coração. O carinho, o cheiro ganham outra dimensão. Aquela velha amizade fica perdida, sem saber por onde prosseguir.

Arriscar ou permanecer? É uma escolha difícil, pois em um efeito dominó, ela pode desmoronar tudo que já existe, e “a amizade pode não ser mais a mesma”. Ou claro, construir  uma nova história ao lado dessa pessoa especial.

Alguns podem dizer que uma amizade colorida é a solução para resolver essa questão. Até pode ser, se dessa maneira você s sentir bem. Afinal, ser feliz é o mais importante. Mas penso que a maioria, assim como eu, preferem um amor por completo,e não de pedaços aleatórios.

Processed with VSCOcam with g3 preset
Foto: Karen Letícia

Mas e então, o que fazer nesses casos? Esse é o dilema. Eu também não sei. Esperava que você soubesse para dividir comigo a solução. Talvez a melhor solução, seja não procurar por nenhuma.

Não tente negar ou controlar o que sente, é impossível. O segredo é pôr na balança, e medir o que está em jogo.Lembre-se, estamos a mercê de acertar e errar, então desencana um pouco.

Até porque os anos passarão, e eu  ainda não tenha  essa, nem outras tantas respostas sobre o amor e suas complexidades. Mas sabe de uma coisa? Não saber, permite que a vida nos surpreenda.

O que fazer quando uma paixão nos envolve de maneira inesperada? Se souber, deixe nos comentários, vou amar descobrir, assim como a leitora Mirela.

Obs.:Esse post foi sugestão de uma leitora, a Mirela!Ela me pediu nesse post que falasse mais sobre amor, relacionamento…adorei a proposta,  e aos poucos vou trazendo mais para o blog esses conteúdos,ok? Se você também quer me sugerir algo, clica aqui, pois vou amar saber o que vocês querem que apareça no CR!

Beijos floridas,

clogo (22)

 

 

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Pular para a barra de ferramentas